segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

NOTICIA PETROLEO: HRT prevê gerar dois mil empregos com a exploração de petróleo no AM



Empresa petrolífera já contratou 800 trabalhadores e promete chegar ao final do ano com mais de 2 mil, a maioria no interior do Estado.

Joubert Lima, Jornal A Critica Online 20 de Fevereiro de 2011

Primeira sonda está em fase final de montagem no município de Tefé. Poço começa a operar em junho

Primeira sonda está em fase final de montagem no município de Tefé. Poço começa a operar em junho (Foto: Divulgação)

Até o final desse mês – a HRT Oil & Gas, empresa petrolífera que vai explorar petróleo nos municípios de Tefé, Carauari e Coari – começará a perfuração do primeiro poço. Em fase pré-operacional, a empresa já investiu cerca de R$ 50 milhões e contratou aproximadamente 800 pessoas só para começar a operação. Até o final deste ano, a empresa estará operando com mais de dois mil funcionários, a maioria no interior.

Para dar suporte à perfuração do primeiro poço em Tefé, a HRT contratou 600 pessoas no município. Praticamente todo o pessoal de campo, de geofísica, preparação de base, topografia, montagem, transporte fluvial, apoio logístico, segurança de trabalho, entre outras áreas, foi contratado no próprio município.

A petroleira está fechando acordos com o Governo do Estado para capacitar trabalhadores de Tefé, por meio do Cetam e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). A ideia do presidente da empresa, Márcio Rocha Mello, é manter a política de prioridade à mão-de-obra local. Mesmo os funcionários de qualificação mais específica, como os engenheiros, foram contratados em Belém, sendo que a maioria é de ex-funcionários da Petrobras.

Produção
O primeiro poço da HRT deve começar a produzir em junho, ainda em teste de longa duração. “Acreditamos que naquela reserva há 800 milhões de barris. Na bacia do Solimões, sempre há 60% de óleo e 40% de gás, ou 60% de gás e 40% de óleo”, disse Rocha Mello. A produtividade esperada em Tefé é maior que a das reservas de Urucu, em Coari, algo em torno de 2,5 mil barris por dia, segundo as estimativas. E esse será apenas o primeiro poço. A empresa planeja perfurar 12 este ano, e 24 em 2012. Oito perfurações deste ano já estão licenciadas pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).

Beneficiamento local
O processamento do petróleo e do gás retirados de Tefé e Carauari pela HRT será feito nos próprios municípios. Há planos para produção de fertilizantes - amônia, ureia e metanol - a partir do gás natural em Tefé. Um dos fatores que concorrem para isso é a própria precariedade das vias de transporte no interior. “Na Amazônia, se tem que fazer qualquer coisa que envolva transporte, significa custo, tempo e muito dinheiro. O ideal é que se consiga fazer todo o beneficiamento no local”, comentou Rocha Lima.

Outra possível utilização para o gás natural é a geração de eletricidade. O empresário cogita a possibilidade de construir pelo menos uma termelétrica de grande capacidade em Tefé ou Carauari. A transmissão da energia seria feita através de uma rede que passaria sobre a copa das árvores.

Uma ligação com o sistema nacional em Porto Velho permitiria à usina amazônica fornecer energia para o restante do País. Um projeto audacioso, que depende da confirmação das reservas e da produtividade previstas para a HRT.

Se todo o potencial dos poços de Tefé for confirmado, o município poderá, em poucos anos, se transformar em uma nova “Coari”, dispondo de fartos recursos oriundos dos royalties, pagamentos que a empresa exploradora deve fazer diretamente ao município onde ocorre a exploração. Se a produção nos campos de Tefé já estivesse, hoje, a todo vapor, a HRT já estaria pagando duas vezes mais royalties do que a Petrobras paga a Coari. Enquanto isso, Tefé respira esperança de que, em junho, o petróleo comece a jorrar.
__________________
Excelente noticia, eu penso que a  HRT Oil & Gás em pouquissimo tempo irá se tornar a segunda maior petrolifera do Brasil, não falta ousadia para isso.

Na matéria nao consta como se cadastrar para a ocupação dessas vagas, porem vou tentar saber como proceder e colocar aqui no blog.

Fica evidente a necessidade de qualificação de mão de obra, por isso aqueles que cursam as áreas de Geologia, Engenharias e Tecnologia em Petróleo e Gás ja largam na frente.

Vamos ocupar esse espaço e seja bem vinda HRT Oil & Gás.

Saudações Geológicas,
Professor Elias Santos Junior
Manaus - Amazonas - Brasil

3 comentários:

Gustavo disse...

Prezado professor, faço parte de um grupo de investidores da HRT. Achamos muito interessante o seu blog. Um colega sugeriu que o convidássemos para tecer suas opiniões sobre a Bacia do Solimões e seu potencial petrolífico. Este é o link da nossa discussão:

http://br.advfn.com/p.php?pid=fbb_thread&bb_id=11&id=7532706

Para participar faz-se necessário se cadastrar no ADVFN. O Sr será bem-vindo ao tópico.

Cordialmente,

Gustavo Maran

O evangelista do Entardecer disse...

É bom saber que a realidade desta matriz energetica se evidencia cada vez mais em nossa região, e que temos o potencial de ser um referencial nacional.
Precisamos de mais empenho, por parte de nosso governo e da sociedade academico/cientifica, para não só contemplar, mas,tornar tangivel está oportunidade que sem duvida enriquecera nossa região, estou feliz em ser um dos tais encerido neste cenario. Contem comigo.

Renê Dayan
Academigo Petroleo e gás(Uninorte)

Tarcisosantos2010 disse...

Tarciso olá, professor, gostaria de saber como posso enviar um curriculo para HRT, tenho os cursos de Petróleo e Gás, Operador de Produção e Exploração e estou concluindo Operador de Sonda(Torrista) quero muito ingressar nessa área de Petróleo dependendo de cargo ou salário, desde já agradeço.

WORKSHOP DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL EM MANAUS - Prof. Elias Santos Junior

Em tempos de crise como a que estamos vivenciando nos últimos anos fica extremamente evidente que é necessário se reinventar, adquirir...