terça-feira, 29 de setembro de 2009

Tsunami atinge ilhas do sul do Pacífico e destrói vilarejos

SYDNEY - O tsunami com ondas entre 4,5 e 6 metros provocado por um forte terremoto de magnitude 8 que atingiu o sul do Oceano Pacífico matou ao menos 34 pessoas e devastou o vilarejos do arquipélago de Samoa, na Oceania, segundo autoridades locais.




Inundação na região central de Fagatogo, em Samoa Americana


O departamento responsável por desastres de Samoa, que tem 20 vítimas confirmadas segundo a agência de notícias Associated Press, estima que até 100 pessoas tenham morrido e centenas estejam feridas. O subdiretor do centro, Ausegalia Mulipola, revelou ao canal australiano "ABC" que os serviços de resgate começaram a buscar corpos e sobreviventes, embora a tarefa seja difícil por grande parte do sistema de telecomunicações estar danificado.

Mase Akapo, do Serviço Nacional de Meterologia da vizinha Samoa Americana, disse que ao menos 14 pessoas morreram em quatro diferentes vilarejos da ilha principal de Tutuila.

O epicentro do terremoto foi localizado 190 km a sudoeste da remota ilha do Pacífico. Cerca de trinta minutos após o primeiro terremoto, um segundo tremor de 5,6 graus na escala Richter foi registrado.

Alertas de tsunami foram emitidos para Nova Zelândia, Samoa Americana, Havaí, Papua Nova Guiné e outras pequenas ilhas do Pacífico, de acordo com o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico, uma filial da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica. Horas depois, os alertas foram cancelados.




Região do terremoto. Fonte: USGS / Google Maps



O Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico (PTWC, na sigla em inglês) informou que ondas de 1,57 metros foram registradas em Pago Pago, capital da Samoa Americana (território dos Estados Unidos no Pacífico) e de 0,70 metro em Ápia, capital de Samoa (um país independente).

____________________
Fonte:  http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/09/29/tsunami+com+ondas+de+3+metros+atinge+ilhas+samoa+8699436.html

SEMINÁRIO SOLIDÁRIO: DIA MUNDIAL DO PETRÓLEO




SEMINÁRIO SOLIDÁRIO: DIA MUNDIAL DO PETRÓLEO

O Centro universitário do Norte – UNINORTE, tem a satisfação de convida-lo a participar do evento alusivo ao Dia 29 de Setembro de 2009, celebrando o Dia Mundial do Petróleo. Para este momento, os curso de Geografia e Tecnologia em Petróleo e Gás do Uninorte, realizarão coleta de fraldas descartáveis para apoio ao Abrigo Moacyr Alves e a Fundação São Vicente de Paula. E, ao mesmo tempo, contribuir para a formação dos acadêmicos a partir das atividades complementares. se oferece como espaço para o debate intelectual e científico.


“O Espaço é Seu! Participe!”


PROGRAMAÇÃO

29 de Setembro de 2009 (Terça-feira)

18:30 INSCRIÇÕES
19:00 Abertura – Coordenação de Cursos.
19:20h – O MAPA DA GEODIVERSIDADE DO AMAZONAS. - Geol. Dr. José Luiz Marmos. CPRM

19:30h – A EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO NO AMAZONAS. - Geól. Dr. Norcirio Queiroz. PETROBRÁS.

20:00 – INTERVALO
20:30 - Debates em Plenária
21:00 – 21:45 – Encerramento

Realização

Professores e Acadêmicos de Geografia e Tecnologia em Petróleo e Gás.

Coordenação do Curso
Prof. Msc. Mauro Jeusy Vieira Bechman

Evento: Seminário Solidário Dia Nacional do Petróleo

Data: 29.09.2009

Hora: 19:00h ás 22:00h.

CH: 04 horas complementares.

Local: Unidade V – Rua Frei Lourenço 33 Centro. Manaus - Amazonas

Inscrições: Local do Evento até o Dia do mesmo.


Investimento: 01 pcte de Fraldas Geriátricas descartáveis.

Entidades Beneficiadas: Abrigo Moacyr Alves e Fundação São Vicente de Paula.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Procurando livros de Geologia????

Hoje garimpando na blogosfera encontrei um blog muito bom, ou melhor, bonissimo.
É o Geodownload.blogspot com onde é possivel encontrar mais de 200 livros relacionados às Geociências.





Novo curso de Geologia

Graduação inédita em Santa Catarina
UFSC VAI TER GEOLOGIA NO ANO QUE VEM

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) terá uma novidade para 2010. A instituição vai criar um curso inédito no Estado. A graduação em Geologia será mais uma opção para os candidatos no vestibular de dezembro. As aulas terão início em março do próximo ano. Serão oferecidas 30 vagas, com entrada anual.

As catástrofes provocadas pelas chuvas em novembro de 2008 evidenciaram a importância do geólogo para o Estado.

– Ficou claro que faltavam esses profissionais aqui. Depois do desastre, os geólogos da universidade trabalharam integralmente junto com a Defesa Civil. Isso foi até o início desse ano – explica o geólogo Luiz Fernando Scheibe, que faz parte da comissão para implementação do curso na universidade.

Santa Catarina era o único Estado do Sul do país sem uma faculdade de Geologia. Scheibe observa que, no país, são apenas 23 cursos, contra mais de 1,5 mil engenharias.

– Isso se deve à complexidade da faculdade, que requer laboratórios e trabalho em campo. É um curso caro, e as universidades, principalmente particulares, não têm interesse em tê-lo como opção – avalia.

Uma comitiva representada pela UFSC esteve, em agosto, no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), da Petrobras, na Ilha do Fundão, Rio de Janeiro, para fazer a apresentação do projeto do novo curso.

Foi mostrado o Plano Político Pedagógico, combinando os aspectos tradicionais dos cursos de Geologia, que terá características voltadas à realidade atual e de Santa Catarina.

De acordo com Scheibe, a ideia foi muito bem recebida pela empresa, que com o novo desafio de exploração do pré-sal, também está de olho na formação de geólogos:

– A Petrobras vai trabalhar cada vez mais com elementos da geologia – assegura.

Profissionais apoiam a iniciativa da UFSC

O professor da UFSC, Edison Tomazzoli, que também participou da comissão de implantação, informou que o curso fará parte do Departamento de Geociências, responsável pelas graduações de Geografia e Oceanografia.

Ele esclareceu que o curso terá cinco anos de duração e que, no início, vai contar com a participação dos geólogos que já dão aulas em outros cursos da universidade.

O geólogo Rodrigo Del Olmo Sato, presidente da Associação Profissional dos Geólogos de Santa Catarina, acompanhou a discussão que antecedeu a criação do curso na UFSC e comemorou a sua aprovação.

– É perfeito um curso aqui em Santa Catarina. A geologia está em plena expansão como ciência e fonte de renda. O geólogo está bem cotado no mercado. Uma pessoa recém-formada sai ganhando cerca de R$ 4 mil. Um profissional experiente chega ganhar entre R$ 10 e R$ 15 mil – avalia o profissional.

Sato relata que, quando começou a trabalhar no Conselho Regional de Arquitetura, Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (Crea-SC), onde é diretor, percebeu a carência de geólogos no mercado catarinense.

– Até acho que demorou demais para termos esse curso aqui. Santa Catarina é tradicional na mineração e sabemos que a atividade só pode ser liberada depois da aprovação do geólogo – reforça.

Sato explica também que existem mais de 2 mil empresas de mineração, e que não há mais de 150 geólogos no Estado atuando nelas.

O profissional ressalta que, quem quiser seguir esta profissão, precisa estar ciente de que vai encarar bastante conteúdo teórico, matemática, química e física.

– Quando eu escolhi, imaginei que seria um pouco de Indiana Jones, que seria só trabalho em campo, mas percebi que estava enganado.

Mas Del Olmo garante que o curso da UFSC pretende ter uma grade curricular mais diferenciada, trazendo o que cada faculdade do país tem de melhor:

– Ele seria mais dinâmico, mais focado na prática e menos na teoria.

JÚLIA ANTUNES LORENÇO

Mais sobre o curso
As disciplinas
Entre as disciplinas profissionalizantes, estão a mineralogia, a cristalografia, a petrologia, a tectônica, a geoquímica, a geofísica, a paleontologia e a hidrogeologia
A graduação dura cinco anos e, para se formar, os alunos fazem um de mapeamento geológico

O mercado
Extremamente aquecido. Recentes descobertas da Petrobras, que transformaram o Brasil em um dos principais produtores de petróleo do mundo, movimentam o mercado de trabalho na área
A previsão é de manutenção da demanda pelos profissionais nos próximos 15 anos. No Estado, a geologia ambiental, a hidrologia e a mineração são bons mercados
A Petrobras e o Serviço Geológico do Brasil são as empresas públicas que mais empregam geólogos no país. A geologia médica é uma nova área de atuação para estes profissionais. Estuda a contaminação do ambiente por metais pesados e sua influência na saúde

Onde estudar
UFRGS
Unisinos (RS)
UFPR
UFSC (a partir de 2010)
Há outros 20 cursos no Brasil

O governo federal abriu cinco novas graduações em Geologia: Marabá (PA), Alegre (ES), Barreiras (BA), Boa Vista (RO) e Aracaju (SE). Garante financiamento com juros de 3% ao ano (metade do normal) para o curso na Unisinos (RS), único privado da América Latina

O que o geólogo faz?
> Tem atuação profissional marcante na sociedade moderna devido à crescente demanda por recursos naturais (água, recursos minerais, petróleo e gás entre outros) e a necessidade de conservar o equilíbrio da Terra

> Tem papel estratégico na prevenção de acidentes naturais, atua nos estudos de potencialidade de uso e ocupação do meio físico (áreas agrícolas e urbanas) e na remediação de contaminações tanto do solo como da água subterrânea

> A profissão do geólogo inclui, ainda, as atividades ligadas à investigação científica, que permitem obter informações sobre a evolução da Terra, sua composição, estrutura e origem
Fonte: Universidade de São Paulo


O geólogo Rodrigo Del Olmo Sato exibe os martelos, símbolos da profissão. Ele comemora a curso novo e ressalta que o mercado está em expansão

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Amazonês - Termos e expressões usadas no Estado do Amazonas

Ola colegas,

Hoje resolvi postar algo diferente, este blog tem como objetivo principal a discussão de temas relacionados à Geologia, porem vez ou outra fico tentado a apresentar outros textos.

Sou um apaixonado pela Amazônia e sempre que possivel faço a divulgação de algo interessante sobre nossa região.

Estas noticias geralmente estao relacionadas a meio ambiente, folclore, geologia etc.

Porem, lembrei-me de uma aula essa semana, e de uma aluna em particular...cujo namorado nao renovou a matricula esse periodo e a deixou sozinha cursando a faculdade....tadinha, ta num acesume só.

Arre égua, voces devem estar pensando, que troço é acesume????

Então aí vai a sugestão de leitura:

Amazonês - Termos e expressões usadas no Amazonas

O AUTOR

Sérgio Augusto Freire de Souza é amazonense de Manaus, professor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Mestre em Letras pela própria UFAM e Doutor em Lingüística pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).




Algumas expressoes amazonenses que eu gosto que só!!!

ACESUME s. m. – Enxerimento, atiramento. “Quando chega homem aqui, essas meninas ficam num acesume só”.

BIQUEIRA s. f. – Próximo, perto de. “De tanta besteira que fez, ela tá na biqueira de ser demitida”.

BODADO s. m. – 1 Com muito sono, cansado. “Cara, vou dormir. Tô bodado!” 2 Bêbado. “Leva ele pra casa que ele bebeu todas e tá muito bodado”. 3 Chateado. “Nem vai falar com ele porque ele tá bodado desde ontem”.

CAQUEADO s. m. – Um jeito especial de fazer alguma coisa, know-how. “Pô! O cara é cheio de caqueado para trocar o pneu”.
 
 
E essa até onde sei foi criada pelo meu grande amigo "Zeka Gatão"
 
FACULTÁRIO adj. – Quem faz faculdade. “Ele trabalha de dia e de noite ele é facultário”.
 
____________
Nota do autor:
ô terra boa, de linguajar pai´dégua. quantas saudades de comer um piracuí de bodó olhando os murerus descendo o rio......

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Qual o caminho que você irá seguir?

Ola pessoal,
Recebi essa mensagem enviada por e-mail pela Professora Neodete Korbes do Uninorte.

Espero que sua leitura desperte a energia necessária para quebrar as amarras do comodismo e impulsione a caminhada.

Abraços,



Qual o caminho que você irá seguir?

Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes.

Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo.

Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo.

O sucesso é construído à noite!
Durante o dia você faz o que todos fazem.

Mas, para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial.
Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados.

Não se compare à maioria, pois, infelizmente ela não é modelo de sucesso.
Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas.

Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão.
Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

A realização de um sonho depende de dedicação, há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está, em verdade a ilusão é combustível dos perdedores

pois...

Quem quer fazer alguma coisa, encontra um MEIO.
Quem não quer fazer nada, encontra uma DESCULPA
(Roberto Shinyashiki)

domingo, 13 de setembro de 2009

Dia da Amazônia: segredos da floresta incluem fósseis e geoglifos

MANAUS - Com uma riqueza natural sem proporção, a Amazônia preserva uma história de milhões de anos. Ainda assim, detalhes sobre quem viveu nessa área, o que comiam e o que faziam os ancestrais do atual povo amazônico até chegarmos aos dias atuais não são fatos totalmente conhecidos. Neste sábado, 5 de setembro, está sendo comemorado o dia da Amazônia, a maior floresta do mundo, que abrange os estados Acre, Amapá, Pará, Roraima, Rondônia, Amazonas, Tocantins, Maranhão e parte do Mato Grosso. Parte dela se estende em terras da Venezuela, Guianas, Suriname, Bolívia, Colômbia, Peru e Equador. No total, a área da floresta corresponde a dois quintos da América do Sul.
O Amazonas, maior estado do país em termos territoriais, ainda guarda segredos nunca antes estudados. Em Eirunepé, no sul do estado, por exemplo, fósseis de animais gigantes, que viveram há milhares de anos na região, viraram enfeites exóticos em casas de ribeirinhos e de comunitários. Possivelmente, a falta de pesquisas e de orientações sobre o que essas peças representam, deixaram muitos desses objetos sem a devida importância histórica.
Entre os megafósseis encontrados no Amazonas, estão os do Toxodon - um gigante herbívoro, similar ao atual hipopótamo-, e os do crocodilo Purussaurus - que segundo cientistas, podia chegar a 18 metros de comprimento. A responsável pelo laboratório de Paleontologia da Universidade Federal do Amazonas, Rosemery Silveira, explicou que é considerado fóssil todo e qualquer vestígio de ser vivo preservado em rocha, ou seja, petrificado, e com idade superior a 11 mil anos.
- Ainda falta entender melhor como esses grupos de vertebrados evoluíram na América do Sul e por isso as pesquisas no campo da paleontologia são fundamentais - destacou.
Leia a entrevista completa em:

Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás - PDPETRO

Após longo e tenebroso inverno estamos de volta ao Blog.
Aproveitamos para divulgar um importante evento na área de Petroleo e Gas.
Prof. Elias Santos Junior
------------------------------
APRESENTAÇÃO


É com satisfação que a Associação Brasileira de Pesquisa e Desenvolvimento em Petróleo e Gás - ABPG apresenta a 5ª edição do Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás - PDPETRO.

Esse evento é uma das atividades da Associação e tem como objetivo reunir pesquisadores, estudantes e profissionais da indústria de petróleo, gás e biocombustíveis para discutir os avanços científicos e tecnológicos da área.

A cada dois anos a ABPG firma parceria com uma Universidade para promoção do congresso. A primeira edição do PDPETRO foi realizada em 2001, em Natal com a UFRN. A partir deste Congresso foram realizados mais três congressos, o 2º em parceria com a UFRJ, o 3º em parceria com a UNIFACS e o 4º em parceria com a UNICAMP, todos com qualidade garantida pela comunidade acadêmica e o apoio da ABPG e das Instituições promotoras e patrocinadoras.

Esse ano a Instituição parceira é a Universidade Federal do Ceará que está preparando o evento cuidadosamente para que tenhamos um bom nível de trabalhos apresentados associados à recepção sempre amigável do povo cearense.

O congresso está constituído de palestras, mesas redondas, mini-cursos, apresentações orais e em pôster e, contará com um evento especial comemorativo aos 10 anos dos Programas de Recursos Humanos da ANP (PRH) e do CTPETRO.

O 5º PDPETRO será realizado em Fortaleza, no período de 18 a 22 de outubro.
Participem!!!!
Site do evento: http://www.portalabpg.org.br/5pdpetro/index.html

WORKSHOP DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL EM MANAUS - Prof. Elias Santos Junior

Em tempos de crise como a que estamos vivenciando nos últimos anos fica extremamente evidente que é necessário se reinventar, adquirir...