sexta-feira, 29 de maio de 2009

Dia Do Geógrafo

Ola colegas, hoje 29 de maio é comemorado o Dia do Geógrafo.

Essa profissão bela e interessante, porem pouco percebida pela sociedade...
Entendo que parte dessa falta de conhecimento, pelo menos no nosso Estado é fruto da desmobilização da profissão, algo muito parecido com o que acontece com nós Geólogos.

Então colegas, vamos em busca do espaço que nos cabe na sociedade.

em homenagem a essa data, reproduzo texto obtido em:

http://nuvemnomeucafe.blogspot.com/2007/05/o-dia-do-gegrafo.html

O que é ser politizado
Emir Sader (Revista Caros Amigos de abril de 2007)


"Ser politizado é entender como funcionam as relações de poder em cada sociedade e no mundo em geral. É compreender que, por trás das relações de troca no mercado existem relações de exploração. Que, por trás das relações de voto, existem relações de dominação. Que, por trás das relações de informação, há um processo de alienação.

Ser politizado, no mundo de hoje, significa compreendê-Io no marco das relações capitalistas de acumulação e de exploração. Representa entender o mundo no marco da hegemonia imperial estadunidense, baseada na força militar e na propaganda do modo de vida estadunidense.

[olha a geografia aqui neste parágrafo]
Ser politizado é compreender que tudo o que existe foi produzido historicamente, pelas relações entre os homens e o meio em que vivem. Ou melhor, entre os homens, intermediados pelo meio em que vivem. E que, portanto, tudo o que foi construído pelos homens pode ser desconstruído e reconstruído. Que tudo é histórico. Que a própria separação entre sujeito e objeto - que nos aparece como "dada" - é produzida e reproduzida cotidianamente mediante relações econômico-sociais alienadas.
[isto é a base da geografia!]

Ser politizado é saber subordinar as contradições menores às estratégicas, saber que as contradições com o capitalismo são sempre também contra o imperialismo, pela fase histórica atual do capitalismo.

E o que é ser despolitizado
Já ser despolitizado é achar que as coisas são como são porque são como são, sempre foram assim e sempre serão. É considerar que as pessoas sempre buscam tirar vantagens que não têm grandeza para lutar desinteressamente por um mundo melhor. Que o que diferencia as pessoas é a ambição de melhorar na vida, que a grande maioria não tem jeito mesmo.

Entre o ser politizado e o despolitizado está a alienação, a falta de consciência da relação entre nós e o mundo. Alienar é entregar o que é nosso para outro - como diz a definição jurídica em relação a bens. Ser alienado é não perceber a presença do sujeito no objeto e vice-versa, sua vinculação indissolúvel.

A luta pela emancipação humana é uma luta contra toda forma de exploração, de dominação, de discriminação, mas, antes de tudo e sobretudo, uma luta contra a alienação - condição de todas as outras lutas".

Um comentário:

geocrusoe disse...

não sabia que havia um dia do geógrafo... talvez haja nalgum sítio o do geólogo, sobretudo nos países ou regiões mineiras ou dependentes do petróleo... mas onde os geólogos fazem o seu papel discretamente, somos com certeza esquecidos

WORKSHOP DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL EM MANAUS - Prof. Elias Santos Junior

Em tempos de crise como a que estamos vivenciando nos últimos anos fica extremamente evidente que é necessário se reinventar, adquirir...