Seja bem vindo

Ola, esse blog reune algumas de minhas ideias, pensamentos e devaneios, porem apresenta tambem um resumo daquilo que leio e acho interessante na área do Coaching, Motivação e estilo de vida, da Geologia, Geografia, Biologia, Petróleo & Gás e Meio Ambiente.

Gostaria de saber sua opinião sobre as postagens, portanto ficaria feliz em receber seus comentarios.
Entre e fique a vontade!!


quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

FELIZ 2010






Desejo a todos leitores deste blog um ano repleto de realizações...
Que em 2010 possamos fazer mais e melhor que em 2009...
A passagem de ano é um periodo para reflexão, reflita sobre suas ações...
Brinde com os seus familiares, visite seus amigos, divirta-se....

Enfim....VIVA 2010

Geólogo Elias Santos Junior
Manaus, Amazonas, Brasil

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

A explicaçao sobre a relação entre o Geólogo e a Cerveja

Na comunidade Geologia - Brasil do orkut encontrei esse video, em um topico que discutia os estereótipos sobre a profissão de Geólogo, ja postei algumas coisas em comum.

O interessante é que algumas pessoas levam bastante à serio esses textos, que na verdade sao muito parecidos com os de qualquer profissão...

Quem tiver interesse entre aqui:
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=32196&tid=2579389364631472546&na=1&nst=1

Eu sinceramente acho sem futuro esse tipo de discussão, como disse um dos assinantes do post, precisamos levar a vida de forma mais humorada.

No mesmo topico encontrei o video abaixo e isso sim me chamou atenção, a relação entre os geólogos e a cerveja...

http://www.youtube.com/watch?v=cfl0y8SLdlg

Abraço a todos e nao exagerem!!!!!

sábado, 26 de dezembro de 2009

CONCURSO DNPM

Departamento Nacional de Produção Mineral lança edital com oferta de 256
23/12/2009 22:03:25

Mais um concurso de grande porte neste final de ano. O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) lançou nesta quarta-feira (23/12) o edital de abertura da seleção que oferece 256 vagas, além de cadastro reserva. As informações estão no Diário Oficial da União, na página 191 da terceira seção.

Quem tem nível médio pode entrar na disputa pelos cargos de técnico administrativo (nas especialidades administrativa e de Contabilidade) e de técnico em atividade de mineração (nas áreas de Agrimensura e Topografia, Geologia e Mineração e Manutenção de Banco de Dados).

Já quem possui graduação pode tentar os cargos de analista administrativo (nas especialidades administrativa, de Biblioteconomia, Contabilidade, Direito, Gestão de Pessoas e Manutenção Predial) e especialista em recursos minerais (nas áreas de Auditoria Externa, Desenvolvimento e Economia Mineral, Engenharia de Minas, Geologia, Geologia e Mineração, Química e Tecnologia da Informação Mineral).

A seleção será organizada pelo Instituto Movens e constará de provas objetivas para todos os cargos e também de prova discursiva para os candidatos de nível superior. A remuneração básica indicada no edital de abertura varia de R$ 1.517,35 a R$ 3.058,46, que podem ser acrescidos de gratificações que variam de R$ 702 a R$ 5.209.

As inscrições poderão ser feitas dos dias 18 a 31 de janeiro de 2010, pelo site www.movens.org.br. A taxa de participação varia de R$ 37 a R$ 65. A primeira fase do concurso deverá ser aplicada no dia 7 de março, nos estados do Pará, Minas Gerais, Mato Grosso, Ceará, Amazonas, Rio Grande do Sul, Rondônia, Pernambuco, Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo e também no Distrito Federal.

(Larissa Domingues - Do CorreioWeb)
http://www.jornalstylo.com.br/noticia.php?l=6d770ab16e1d8d5537f004ae66db233b

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

FELIZ NATAL




Ola colegas, desejo a todos que passam por aqui um feliz natal, repleto de saúde e paz...


Que nesta data possamos refletir sobre nossas ações no ano de 2009, preparando-nos para os novos desafios que se apresentarão em 2010...


Desejo que principalmente que a PAZ reine em vossos lares, e que Deus O Grande Arquiteto Do Universo possa guiar vossos passos.


Um triplice e fraternal abraço,


Professor Elias Santos Junior
Manaus - Amazonas - Brasil

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

A AMAZÔNIA E O AMBIENTALISMO CAOLHO

Cenário de horror

Mônica Prestes

Da equipe de A CRÍTICA
Matéria publicada na edição do dia 04 de dezembro de 2009, http://www.acritica.com.br/

Cardumes inteiros estão morrendo devido ao baixo nível das águas
e à consequente falta de oxigênio. Foto de Marcio Silva

CAREIRO DA VÁRZEA (AM) - Os urubus anunciam a chegada à comunidade Cristo Rei, do outro lado do rio Amazonas, no Município do Careiro da Várzea (a 25 quilômetros da capital) e mostram o caminho até o lago dos Reis, onde milhões de peixes mortos por causa da vazante, que segue baixando o nível dos rios, mudaram a cor, o cheiro da água e também o cotidiano de mais de 300 famílias que vivem da pesca artesanal no lago.

Pescadores da região relataram que, nas últimas duas semanas, a vazante se intensificou e o nível do igarapé que liga o lago dos Reis ao rio Amazonas baixou mais de dez metros, fazendo com que cardumes inteiros morressem por falta de oxigênio na água. “Ao redor do lago dos Reis, que é o principal, existem 62 lagos, e todos estão secos. Desde que começou essa mortandade, há 20 dias, não temos mais o que pescar”, lamentou o pescador Elson Alves de Oliveira, 44.

De acordo com ele, com a descida das águas milhares de peixes que agonizavam nas margens do igarapé dos Reis acabaram ficando “encalhados” na área de várzea, em bancos de areia ou em troncos de árvores e morreram. “É impossível andar pela várzea sem pisar nas carcaças de peixes ou atravessar o igarapé sem passar por um cardume de peixes mortos”, afirmou.

A enorme quantidade de peixes mortos nas várzeas e também boiando na água infestou toda a localidade com um forte mau cheiro de peixe podre que atraiu milhares de urubus, garças e outros pássaros, que disputam a comida com os pescadores da região.

Além das 55 famílias que moram na comunidade Cristo Rei e vivem da pesca na região, pescadores de outras três comunidades próximas - Terra Nova, Marimba e Cambiche - também estão com a renda mensal comprometida pela falta de peixes, uma média de 250 famílias. “Quem não tem dinheiro guardado agora tem que ir para muito longe, trabalhar em dobro para ganhar a metade do que ganhava”, disse o pescador Pedro Alves de Oliveira, 45, que está sustentando a família com as economias que juntou durante a cheia, época em que a pesca era abundante.

Ações de combate

Comissão do Interior e da Pesca da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), que esteve ontem no igarapé dos Reis, no Careiro da Várzea, discutirá, na quarta-feira, 9, ações para ajudar as famílias afetadas pela mortandade do peixe na região, principalmente a possibilidade de construir poços artesianos e, com isso, garantir água potável para a região.

Colaborou Emerson Quaresma

Comentário:
______________________
 
Será que isso nao era previsto????
Podemos fazer a seguintes perguntas: Se o rio está baixando nao seria mais prudente realizar a despesca e vender o peixe na cidade à preço mais em conta? ou armazenar esse pescado para distribuição na Semana Santa, distribuir para as entidades de assistencia social? hummm acho que isso nao da IBOPE....melhor esperar o peixe morrer e chegar distribuindo sacolas de rancho para a comunidade atingida.....
 
Por que comecei o post intitulando-o de AMBIENTALISMO CAOLHO? Por que estamos no periodo de defeso, se alguem for pego pelo IBAMA, IPAAM, SEMMAS, Policia Ambiental, ou pelo PAPA pescando em determinadas regioes do estado terá seus equipamentos apreendidos, pagará multa e pode ainda ser preso, pois é crime ambiental.....é isso ai caros colegas, é preferivel ver o peixe apodrecer no lago, prejudicando centenas de pessoas, piorando a qualidade da agua, que nessa época do ano ja nao é das melhores do que deixar a população pescar.
 
A proposito, nao tem aquifero artesiano naquela região, e que eu saiba, posso estar enganado é claro, nao será facil perfurar esses poços e encontrar agua de qualidade nessa região de varzea.

E viva o ambientalismo!!!!!! E viva o assistencialismo!!!!
 
Saudações Geologicas
Prof. Elias Santos Junior
Manaus - Amazonia - Brasil 
 
 
 

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Oficina: Mudanças Ambientais e Extinções em Massa da Vida

I SEMANA DE TECNOLOGIA EM PETROLEO E GAS DO UNINORTE

Oficina: Mudanças Ambientais e Extinções em Massa da Vida

Facilitador: Professor Elias V. da C. Santos Junior, Msc


Objetivos:

Discutir as extinções em massa da vida ao longo do tempo geológico, apresentar as teorias para essas extinções, a importância das extinções em massa para geração de petróleo, e a grande extinção atual.

Publico alvo: Acadêmicos de Petróleo e Gás, Geologia, Geografia e Biologia.

Horario: 16 às 17h40

Dias: 02 e 03 de dezembro

Conto com a presença de vocês!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

I SEMANA DE TECNOLOGIA EM PETROLEO E GAS DO UNINORTE





O Curso de Tecnologia em Petróleo e Gás do Centro Universitário do Norte-UNINORTE/Laureate International Universities® tem a satisfação de convidar toda a Comunidade acadêmica a participar da I SETPEG – 1ª. Semana do Curso de Tecnologia em Petróleo e Gás cujo tema será “Perspectivas para o Mercado em Petróleo e Gás na Amazônia” em que as organizações e a comunidade acadêmica estarão envolvidas num debate qualificado a partir das análises sobre os investimentos, perfil profissional e o papel das empresas no desenvolvimento da região amazônica. O evento marcará a implantação plena do Curso de Tecnologia em Petróleo e Gás do Uninorte cuja programação envolverá oficinas, palestras, exposições e atrações culturais.

Informações:
Coordenação de Petroleo e Gas - 3212-5029.

Inscrições:




terça-feira, 24 de novembro de 2009

III FÓRUM DE VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL DO TECNÓLOGO




A Associação Nacional dos Tecnólogos ANT, realizará nos dias 30 de novembro a 2 de dezembro de 2009, o “III FÓRUM DE VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL DO TECNÓLOGO DA ENGENHARIA”, o evento é integrado a 66ª Semana Oficial da Engenharia da Arquitetura e da Agronomia, do Confea, e ocorrerá no Studio 5, Centro de Convenções, localizado na Avenida General Rodrigo Otávio, no Distrito Industrial, Manaus – AM.

O evento tem o foco o fortalecimento dos Tecnólogos das áreas abrangidas pelo sistema Confea/Crea, por meio da política de Inclusão, Reconhecimento, Integração e Valorização Profissional promovida pela ANT.

Informamos que o Diretor de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, Prof. PAULO WOLLINGER, ministrará oficina de construção dos Projetos Pedagógicos da Graduação Tecnológica, no dia 1º de dezembro de 2009, voltada aos profissionais do ensino Tecnológico, também, no dia 1º, haverá palestra sobre a Representação das Instituições de Ensino nos Plenários do Sistema Confea/Crea

Atenciosamente,

Tecnólogo Efraim Geraldo R. Leite
Assessor da Presidência do Confea
Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia - CONFEA

Inscrições gratis em:
http://www.workoutenergy.com.br/pkapps/Websites/Portal_br/XHTML/index.php?idev=47

Programação: (clique na imagem)







sexta-feira, 13 de novembro de 2009

PRÊMIO FAS DE SUSTENTABILIDADE





DATA: 21/10/2009
FONTE: Fundação Amazonas Sustentável – FAZ
LOCALIDADE: Manaus – AM

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) entregou (quarta-feira, dia 21/10/09) para os vencedores do “1º Prêmio FAS de Sustentabilidade”, durante evento na Saraiva Mega Store, no Manauara Shopping, às 19h.

O “1º Prêmio FAS de Sustentabilidade” premiou o melhor projeto inscrito em cada uma das duas modalidades. A avaliação dos projetos inscritos foi realizada pela Comissão Mista de Julgamento, formada de acordo com o edital do prêmio.

Na modalidade I, foi premiado a melhor experiência inscrita na área de “sistemas agro-florestais ou permacultura, implantada em comunidades ribeirinhas do Amazonas”. O prêmio foi a quantia de R$ 10 mil. Podiam concorrer instituições ou profissionais.

Na modalidade II, o prêmio foi entregue para a escola que inscreveu o melhor projeto na área de “aproveitamento de resíduos sólidos, aproveitamento da água ou tratamento de esgoto”. Neste caso, as inscrições estavam abertas para escolas, públicas ou privadas, com sede no Estado do Amazonas e que tinham em sua estrutura educacional a formação no Ensino Fundamental. O prêmio para a Escola Antonio Moraes foi um notebook, um data show e uma impressora. O professor José Roselito Carmelo da Silva que desenvolveu e coordenou o projeto "Reaproveitar e Transformar" na escola entre 2000 e 2004, ganhou o troféu com o registro do mérito intelectual.


Premio recebido pelo Geografo Jose  Roselito


Professor Roselito recebendo o premio das maos do Presidente da FAS Virgilio Viana



Premiados pela Fundacao Amazonas Sustentavel

___________________

Comentario:
Parabens Professor Roselito, essa e' mais uma prova do reconhecimento do seu trabalho

sábado, 7 de novembro de 2009

As profissões mais bem pagas




Desejo de ficar rico pode não ser um critério determinante em testes vocacionais, mas é prudente saber quais são as perspectivas financeiras de uma profissão antes de investir nela tempo e dinheiro. Um dos estudos mais completos sobre salários é o da Fundação Getulio Vargas. Com base nele, foi elaborado o ranking desta reportagem.

O critério utilizado para revelar os campeões da remuneração foi o salário médio de cada profissão em todo o país. Algumas variáveis tendem a puxar os valores para cima. Entre elas, viver nos estados do Sudeste e em metrópoles. Para ganhar bem, no entanto, não basta escolher uma das carreiras que encabeçam a lista. "Médicos, advogados e engenheiros podem ter bons salários na média, mas mesmo eles não vão muito longe sem vocação, competência e um bom nível de conhecimento profissional", diz Marcelo Ferrari, consultor sênior da área de capital humano da Mercer, em São Paulo. Ou seja, de nada adianta optar por direito, sonhando em ser um dia um juiz com ótimo salário inicial, se não se tem gosto pelo estudo das leis, pelo debate de ideias e pela leitura.

Outra regra que vale para todas as profissões: rendimentos mensais de seis dígitos são privilégio de muito poucos. Guiar-se por eles na escolha da profissão possivelmente levará a incômodas decepções no futuro. Por mais competente que alguém seja e por mais que se empenhe na carreira, há sempre no percurso uma infinidade de condições que ajudam a chegar ao topo - ou atrapalham. Aliar-se com as pessoas certas, ter bons chefes, deparar com as oportunidades no momento ideal, atuar em um setor de atividade que subitamente cresce em relevância econômica - enfim, há circunstâncias que, em geral, não podem ser previstas e quase sempre têm impacto na evolução profissional. "Por isso, o melhor é não ficar enjaulado em uma carreira: aprenda outras atividades e tenha sempre um plano B", diz César Souza, presidente da consultoria Empreenda, de São Paulo.

Há três caminhos que, em geral, levam a bons salários. O primeiro é procurar vagas nas empresas líderes de cada setor, pois costumam ser as que mais crescem e, portanto, as que oferecem as melhores oportunidades e pagam melhor. Um analista financeiro júnior que começa ganhando mais que a média de mercado em uma empresa pequena, por exemplo, pode demorar até sete anos para ser promovido. Em uma companhia líder, em quatro anos, em média, ele já passa a ocupar o cargo de analista sênior, com um salário maior. O segundo caminho, válido para profissionais liberais, é conquistar bons clientes e assumir a propriedade do próprio nariz. Os médicos, arquitetos e advogados mais bem-sucedidos (leia-se, com os melhores rendimentos) quase sempre atendem em consultório ou escritório próprio. O terceiro caminho é optar por carreiras do serviço público com bons salários iniciais, como fiscal da Receita Federal ou juiz.

Para ganhar bem, não se pode parar de estudar nunca. A pesquisa da FGV acrescenta novas comprovações à já consolidada tese de que o investimento em educação aumenta salários e reduz a possibilidade de desemprego. A taxa de ocupação entre os brasileiros em idade ativa que nunca passaram de um ano de estudo é de 60%. Entre os que estudaram dezoito anos ou mais, 91% têm trabalho. Quanto aos salários, cada ano de estudo adicional representa um aumento médio de 15% no valor recebido no fim do mês. O ideal, portanto, é não ficar só no diploma universitário. Cursos de especialização e pós-graduação fazem diferença no contracheque de carreiras em que o conhecimento técnico é essencial, como medicina e análise de sistemas. "Uma experiência sólida no exterior, seja acadêmica, seja profissional, também influencia positivamente no nível salarial e no rumo que a carreira toma", diz Renato Bagnolesi, headhunter da Robert Wong Consultoria Executiva. Trata-se de um investimento com um alto retorno na vida pessoal. Afinal, um bom salário costuma ser diretamente proporcional à satisfação no trabalho.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

66ª Semana Oficial da Engenharia, da Arquitetura e da Agronomia (Soeaa)

Profissionais da área tecnológica pensam o Brasil no contexto mundial


Brasília, 04 de novembro de 2009.

A inovação e o desenvolvimento sustentável têm sido uma preocupação constante na implantação das políticas públicas do país. Nesse contexto, insere-se a floresta amazônica, um dos maiores ecossistemas mundiais. Com uma bacia de aproximadamente 1.100 afluentes, é fonte de 20% de toda a água doce do mundo. A região amazônica reúne oito países, considerados megadiversos. O Brasil é o maior deles e possui mais de 58 mil espécies de plantas, mamíferos, aves, répteis e anfíbios.

Neste cenário, o Sistema formado pelo Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea) e seus Regionais (Creas) escolheu a cidade de Manaus (AM) para a realização da 66ª Semana Oficial da Engenharia, da Arquitetura e da Agronomia (Soeaa). No evento, com o tema “Pensar o Brasil no Contexto Mundial: Inovação, Desenvolvimento Sustentável e Ética”, terão lugar as discussões sobre a matriz energética, as mudanças climáticas, o desenvolvimento urbano e a Copa de 2014, além da visão de futuro dos partidos políticos brasileiros para um projeto de nação.

Dentro da proposta do evento de buscar o aperfeiçoamento e o desenvolvimento tecnológico, será realizada a ExpoSoeaa, exposição que apresentará as novidades mais recentes da área. Paralelamente, será realizado o Fórum Jovem, que busca a aproximação do estudante com as discussões sobre a valorização profissional, a ética e o mercado de trabalho. A participação na Semana será registrada na Carta Manaus, uma contribuição do Confea ao Protocolo de Kyoto, que estará sendo revisto na Conferência de Copenhague, na segunda semana de dezembro.

66ª Semana Oficial da Engenharia, da Arquitetura e da Agronomia (Soeaa)

Data: 2 a 5 de dezembro
Local: Studio 5 Centro de Convenções, em Manaus (AM)
Informações e inscrições: http://www.soeaa.com.br/

_______________________________________
Nota do Autor:

Vamos conferir!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

A Sina do Geólogo




Conta a lenda que quando Deus liberou para os homens o conhecimento sobre geologia, determinou que aquele "SABER" ficaria restrito a um grupo muito pequeno e selecionado.


Entretanto, nesse pequeno grupo, onde todos se consideravam "semi-deuses", já havia aquele que trairia as determinações divinas... Foi aí que o pior aconteceu! Deus, bravo com a traição, resolveu fazer valer alguns mandamentos:


1º Não terás vida pessoal, familiar ou sentimental;


2º Não verás teu filho crescer;


3º Não terás feriado, fins de semana ou qualquer outro tipo de folga;


4º Terás gastrite, se tiveres sorte. Se for como os demais terás úlcera;


5º A pressa será teu único amigo e as suas refeições principais serão os lanches, as pizzas e o "China in Box";


6º Teus cabelos ficarão brancos antes do tempo, isso se te sobrarem cabelos;


7º Tua sanidade mental será posta em cheque antes que completes 5 anos de trabalho;


8º Dormir será considerado período de folga, logo, não dormirás;


9º Trabalho será teu assunto preferido, talvez o único;


10º As pessoas serão divididas em 2 tipos: as que entendem de geologia e as que não entendem. E verás graça nisso;


11º A máquina de café será a tua melhor colega de trabalho, porém, a cafeína não te farás mais efeito;


12º Happy Hours serão excelentes oportunidades de ter algum tipo de contato com outras pessoas loucas como você;


13º Terás sonhos com vulcões, terremotos e rochas, e não raro, resolveras problemas de trabalho neste período de sono.;


14º Exibirás olheiras como troféu de guerra;


15º E, o pior... Inexplicavelmente gostarás de tudo isso!!!

___________
E como tem Geólogo que leva isso ao pé da letra

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Impacto de meteoro na Índia pode ser a causa da extinção dos dinossauros

Christa Strattoncstrat - 26/10/2009





Diagrama tridimensional da cratera submersa de Shiva, com 500 km de diâmetro. A camada de 6,8 km de espessura de deposições do Cenozóico, assim como a coluna d'água, foram omitidos para mostrar a morfologia da cratera.[Imagem: GSA]

Maior cratera da Terra

Uma misteriosa cratera submarina nas costas da Índia pode ser a maior cratera de impacto da Terra. E, se um novo estudo a seu respeito estiver correto, ela pode ter sido a responsável pela extinção dos dinossauros, 65 milhões de anos atrás.

Uma equipe de pesquisadores, liderada por Sankar Chatterjee, da Universidade Técnica do Texas, nos Estados Unidos, fez o primeiro estudo detalhado da gigantesca cratera de Shiva, uma depressão submersa a oeste da Índia que é intensamente minerada por suas ricas reservas de petróleo e gás natural.

Algumas crateras complexas estão entre os locais mais produtivos de hidrocarbonetos da Terra.

Expondo o manto da Terra

"Se estivermos corretos, esta é a maior cratera de impacto conhecida em nosso planeta," diz Chatterjee. "Um bólido desse tamanho, talvez de 40 quilômetros de diâmetro, criou seu próprio movimento tectônico."

Para comparação, o objeto que atingiu a Península de Yucatan, criando a cratera que atualmente é apontada como o ponto de impacto que causou o extermínio dos dinossauros, tinha entre 8 e 10 quilômetros de diâmetro.

É difícil imaginar e descrever um cataclisma dessas proporções. Mas, se os pesquisadores estiverem corretos, o impacto de Shiva vaporizou a crosta da Terra no ponto da colisão, deixando no local nada menos do que um buraco onde emergiu o material ultra quente do manto da Terra.

Os pesquisadores acreditam que o impacto acelerou as erupções vulcânicas em uma linha que cobre a maior parte do oeste da Índia. E mais, o impacto separou as ilhas Seicheles da placa tectônica indiana, fazendo-as derivarem em direção à África.

Cratera submersa

As evidências geológicas são dramáticas. O anel externo da cratera de Shiva tem 500 quilômetros de diâmetro, abraçando o pico central, conhecido como Elevado de Bombaim, que tem 4.800 metros de altitude a partir do fundo oceânico.

A maioria da cratera fica submersa na plataforma continental da Índia, mas onde ela emerge é marcada por pico altos e agudos e depressões acentuadas. O impacto parece ter destruído ou desgastado a maior parte da camada de granito de 48 quilômetros de espessura presente na costa oeste da Índia.

Impressões digitais do meteoro

Para confirmar as descobertas, a equipe do Dr. Chatterjee tem uma expedição agendada para o próximo mês, com o objetivo de coletar amostras de rochas do centro da cratera, que poderão fornecer as evidências definitivas de que se trata de uma cratera de impacto.

"Rochas da base da cratera irão nos dar os sinais definitivos do impacto. E nós queremos ver se são rochas heterogêneas, quartzo com sinais de impacto e se há anomalias para irídio," explica Chatterjee.

Os asteroides são ricos em irídio, e essas anomalias são vistas como uma espécie de impressão digital do impacto de um meteoro.

Fonte:
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=cratera-impacto-meteoro-india-extincao-dinossauros&id=010125091026

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Projeto visa automatizar e integrar licença ambiental

A Procuradoria-geral da União vai avaliar projeto que prevê investimento de US$ 34,7 milhões no Programa Nacional de Meio Ambiente (PNMA) para automatização e integração dos sistemas de licenciamento ambiental federal, estadual e municipal.


Parte dos recursos - US$ 24,3 milhões - será financiada pelo Banco Mundial, o restante será colocado pelo governo brasileiro. A expectativa é a de que o projeto chegue no Senado no próximo mês.

O foco principal do projeto são as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os setores prioritários são: estradas, mineração, geração de energia de hidrocarbonetos, hidrelétrica, hidrovias e portos.

"O Brasil está numa fase dinâmica de desenvolvimento e as pressões para licenciamento aumentam. Temos de melhorar a capacidade de responder à demanda. A melhoria vai resultar em transparência e rapidez. Tanto para os próprios governos, federal, estaduais e municipais, como para a sociedade e para as empresas interessadas nas licenças", explica a diretora do Departamento de Coordenação do Sistema Nacional de Meio Ambiente (Sisnama), Flora Cerqueira.

A diretora acredita que o primeiro desembolso do empréstimo ocorra ainda neste ano. A previsão para 2009 é de US$ 3 milhões. Para 2010, a estimativa é de US$ 12 milhões.

Fonte: http://invertia.terra.com.br/sustentabilidade/interna/0,,OI4056472-EI10411,00.html
_________
Nota: 
Se isso vier acontecer será excelente para mineração pois ter que licenciar na uniao, estado e municipio alem de demorado é oneroso e desgastante.
Porem, custo acreditar que isso ocorra.


segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Criptonita é descoberta na Terra


Cientistas descobriram um mineral que até agora só existia nas histórias do Super-Homem. A fórmula da criptonita (ou kriptonita, como preferem alguns) - o mineral extraterreste que é a única forma de se destruir o homem de aço - foi detalhadamente descrita no filme O Retorno do Super-Homem.

Mas, ao contrário do que seria de se esperar, o novo mineral não foi encontrado em um meteorito ou algo do tipo. Ele foi localizado em uma mina na Sérvia e é branco, tem a textura de um pó e não possui qualquer tipo de radioatividade. No filme, a criptonita é verde e sólida.

Fórmula química da criptonita

Até agora desconhecido, o novo mineral foi estudado pelo Dr. Chris Stanley, do Museu de História Natural da Inglaterra. "No final da minha pesquisa, fiz uma busca na web utilizando a fórmula química do mineral - hidróxido silicato de sódio e lítio - e fiquei maravilhado ao descobrir o mesmo nome científico escrito em uma caixa de pedras de criptonita roubadas por Lex Lutor de um museu no filme O Retorno do Super-Homem."

A criptonita terrestre não oferece nenhum risco, nem para super-heróis e nem para os seres humanos comuns, e ainda poderá ser utilizada como uma fonte de lítio - um metal importantíssimo economicamente, utilizado na fabricação de pilhas, baterias, fuselagens de aviões e medicamentos.

Jadarita, a criptonita terrestre

Mas o novo mineral não será chamado de criptonita. Os cientistas já decidiram que seu nome oficial será jadarita. Eles provavelmente têm suas razões, bem fundamentadas e justificadas.

Mas poderiam ter sido um pouco menos conservadores, principalmente porque acaba de nascer uma variação da bem conhecida expressão de que a vida imita a arte - a natureza agora também parece imitar a arte.

E vai forçar todo mundo a dar um sobrenome ao novo mineral. Afinal, daqui a pouco, quem irá se lembrar do nome jadarita? Mas todos se lembrarão se falarmos da jadarita, a criptonita terrestre.

Redação do Site Inovação Tecnológica - 27/04/2007


_________________
Nota do autor:
Essa eu nao conhecia....será que ja encontraram o adamantium tambem?????

sábado, 10 de outubro de 2009

O Dia em que a Terra Quase Morreu (The Day The Earth Nearly Died...‏)

Este documentario mostra a extinção do Permiano-Triássico ou extinção Permo-Triássica foi uma extinção em massa que ocorreu no final do Paleozóico há cerca de 251 milhões de anos.

Comentem!!!!

_________________

Enviado por Edieny Borges - Acadêmica de Ciencias Biológicas da Esbam.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Projeto libera mineração em reserva indígena

O governo concluiu o projeto de lei para garantir a realização de negócios em terras indígenas, que vão movimentar dois importantes setores da economia.]
__________

O governo concluiu o projeto de lei para garantir a realização de negócios em terras indígenas, que vão movimentar dois importantes setores da economia: mineração e energia elétrica. Pelo projeto, as empresas poderão realizar empreendimentos nas reservas, que equivalem a 13% do território nacional, mas terão de dar uma série de contrapartidas aos índios, como royalties, compensações ambientais e contratação de mão de obra.


Os índios terão participação direta nos investimentos. No caso da mineração, as aldeias poderão até vetar os empreendimentos, caso entendam que serão afetadas negativamente em sua cultura ou no ambiente. As mineradoras terão de dar prioridade aos índios na contratação de pessoal e eles terão a garantia de receber salários nos mesmos níveis dos demais trabalhadores. Além disso, os lucros com a exploração de minério terão de ser repartidos com as aldeias afetadas pela atividade econômica.


No caso do aproveitamento dos rios para energia elétrica, os índios também terão essas garantias de royalties e de preferência na contratação de mão de obra, mas não vão poder vetar os projetos. Para a construção de hidrelétricas, por exemplo, os índios vão participar de todos os debates que antecedem às obras. O projeto prevê que o nível dos rios deve ser mantido de forma a garantir o consumo, os costumes e as tradições indígenas. Os índios terão o direito a, no mínimo, 10% dos ganhos de cada empresa que explorar os recursos hídricos em reservas, além de reparações por eventuais danos ambientais. Porém, os índios não poderão impedir a concretização final dos empreendimentos hidrelétricos.


O texto enviado ao Congresso, com 235 artigos, prevê ainda que todos os projetos de investimentos em reservas terão de ser discutidos antes com as comunidades indígenas e as empresas somente poderão atuar através de licitação pública, a ser aberta posteriormente. Com isso, primeiro, as aldeias vão participar da definição das linhas gerais para cada empreendimento, para, depois, ser confeccionado o edital para as empresas entrarem na disputa.


Essas exigências foram consideradas fundamentais pelo Ministério da Justiça, pois elas garantem que todo o projeto de investimento em área indígena será antecedido de licitação. Isso reduz a possibilidade de uma empresa fazer pressão direta para obter o aval de uma comunidade indígena específica. Mesmo se o fizer, essa empresa sabe que a outorga da exploração está submetida à licitação e nada garante que ela será a vencedora ao final da concorrência. Todos os empreendimentos em áreas indígenas deverão ser antecedidos de regularização fundiária e ambiental.

A concepção do projeto de lei é a de que os índios são diferentes e têm a sua cultura específica, que deve ser preservada, mas que isso não significa que eles não possam se organizar nos moldes empresariais e produzir. "O fato de se produzir nas reservas não significa o fim da cultura dos índios", disse secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, Pedro Abramovay. "Pelo contrário. A cultura será preservada e eles poderão se beneficiar de atividades econômicas."

Para Abramovay, o fato de ser índio e ter a sua cultura, suas tradições e danças específicas não significa que não possa ter luz elétrica, televisão ou mesmo caminhões para transportar os produtos da aldeia à cidade mais próxima. O secretário revelou que, em audiências sobre o projeto com a presença da Funai, as comunidades indígenas defenderam a mineração e outras atividades econômicas que vão além da pesca, do extrativismo e da agricultura.

Para auxiliar as comunidades indígenas na produção, o governo vai abrir uma linha de crédito específica para empreendimentos em terras indígenas, com o aporte de dinheiro através de bancos públicos, como a Caixa Econômica Federal ou o Banco do Brasil. O projeto ainda prevê a criação de um fundo de captação de recursos nacionais e internacionais para o que se chamou de "promoção de economia sustentável indígena".

A ideia é que os índios possam se organizar e, através desse fundo, conseguir maiores verbas para as atividades desenvolvidas nas reservas. Na prática, é a oficialização de organizações indígenas com fins econômicos. Pelo texto, elas passam a ser reconhecidas como pessoa jurídica de direito privado. Tornam-se capazes, portanto, para receber aportes financeiros. É como se cada aldeia ou comunidade indígena pudesse criar uma S.A (sociedade anônima) diferenciada: com uma cultura própria, costumes tradicionais pré-colombianos, e também com verbas para a realização de atividades econômicas complexas, como a mineração.

No plano legal, o objetivo do projeto é substituir o atual Estatuto do Índio, que é de 1973. Segundo Abramovay, a lógica, naquela época, era que o Estado deveria tutelar os índios para eles se integrarem ao país. "Hoje, temos que romper com essa lógica de tutela e reconhecer que, ao mesmo tempo em que são diferentes, os índios podem produzir e lucrar com essas atividades", disse o secretário.

O estatuto de 1973 foi a base legal para a demarcação das terras indígenas. Hoje, 95% delas já foram devidamente demarcadas e o governo federal partiu para um novo momento: definir o que fazer com elas. A resposta da nova lei foi a de garantir a realização de atividades econômicas nessas áreas. O projeto de lei está na Câmara dos Deputados, com aval do presidente Michel Temer (PMDB-SP) para que seja aprovado.

_______
Disponivel em http://rondoniadinamica.com/ler.php?id=9682&edi=1&sub=3

_______________
Nota do Professor:
Partindo do principio que na Região Amazônica as reservas de minérios estao coincidentemente em áreas indigenas, so acredito vendo....só nos resta esperar o resultado.

domingo, 4 de outubro de 2009

Ecologizar o desejo



Por Maurício Andrés Ribeiro*


Por meio de um aprendizado individual ou coletivo, podemos selecionar desejos e hábitos que sejam ecologicamente amigáveis e descartar os antiecológicos.

O fundo sem nome é o que não tem desejo. É pelo sem desejo e a quietude que o universo regula a ele mesmo. (Lao Tsé)

A profundidade e gravidade da atual crise ecológica e climática exigem que se eleve o nível da consciência ecológica individual ou coletiva.

O desejo tem a função de nos impulsionar, embora não possa ser plenamente satisfeito. A ilusão de acreditar nessa fantasia gera o consumo irresponsável e a devastação ambiental.

Desejos são construídos social, cultural e coletivamente. A sociedade e a cultura, com seus valores, os regulam. Eles são variáveis sobre as quais se pode trabalhar. Podem ser lapidados e refinados por meio da consciência.

É possível trabalhar na origem e na seleção cultural dos desejos, separando o joio do trigo; selecionando aqueles que têm em si o embrião de conseqüências maléficas, daqueles que tem efeitos benéficos.

Desejos são sementes das quais brotam ações. Os de consumo trazem impactos diretos sobre a ecologia ambiental, ao pressionarem a exploração da natureza. A tentativa de satisfação acrítica de desejos e demandas de consumo devasta a Terra e exaure bens e recursos naturais.

A ação sobre eles, portanto, pode reduzir ou expandir seus impactos.

Como ecologizar o desejo?

materia completa em http://envolverde.ig.com.br/materia.php?cod=63971&edt=1

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Tsunami atinge ilhas do sul do Pacífico e destrói vilarejos

SYDNEY - O tsunami com ondas entre 4,5 e 6 metros provocado por um forte terremoto de magnitude 8 que atingiu o sul do Oceano Pacífico matou ao menos 34 pessoas e devastou o vilarejos do arquipélago de Samoa, na Oceania, segundo autoridades locais.




Inundação na região central de Fagatogo, em Samoa Americana


O departamento responsável por desastres de Samoa, que tem 20 vítimas confirmadas segundo a agência de notícias Associated Press, estima que até 100 pessoas tenham morrido e centenas estejam feridas. O subdiretor do centro, Ausegalia Mulipola, revelou ao canal australiano "ABC" que os serviços de resgate começaram a buscar corpos e sobreviventes, embora a tarefa seja difícil por grande parte do sistema de telecomunicações estar danificado.

Mase Akapo, do Serviço Nacional de Meterologia da vizinha Samoa Americana, disse que ao menos 14 pessoas morreram em quatro diferentes vilarejos da ilha principal de Tutuila.

O epicentro do terremoto foi localizado 190 km a sudoeste da remota ilha do Pacífico. Cerca de trinta minutos após o primeiro terremoto, um segundo tremor de 5,6 graus na escala Richter foi registrado.

Alertas de tsunami foram emitidos para Nova Zelândia, Samoa Americana, Havaí, Papua Nova Guiné e outras pequenas ilhas do Pacífico, de acordo com o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico, uma filial da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica. Horas depois, os alertas foram cancelados.




Região do terremoto. Fonte: USGS / Google Maps



O Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico (PTWC, na sigla em inglês) informou que ondas de 1,57 metros foram registradas em Pago Pago, capital da Samoa Americana (território dos Estados Unidos no Pacífico) e de 0,70 metro em Ápia, capital de Samoa (um país independente).

____________________
Fonte:  http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/09/29/tsunami+com+ondas+de+3+metros+atinge+ilhas+samoa+8699436.html

SEMINÁRIO SOLIDÁRIO: DIA MUNDIAL DO PETRÓLEO




SEMINÁRIO SOLIDÁRIO: DIA MUNDIAL DO PETRÓLEO

O Centro universitário do Norte – UNINORTE, tem a satisfação de convida-lo a participar do evento alusivo ao Dia 29 de Setembro de 2009, celebrando o Dia Mundial do Petróleo. Para este momento, os curso de Geografia e Tecnologia em Petróleo e Gás do Uninorte, realizarão coleta de fraldas descartáveis para apoio ao Abrigo Moacyr Alves e a Fundação São Vicente de Paula. E, ao mesmo tempo, contribuir para a formação dos acadêmicos a partir das atividades complementares. se oferece como espaço para o debate intelectual e científico.


“O Espaço é Seu! Participe!”


PROGRAMAÇÃO

29 de Setembro de 2009 (Terça-feira)

18:30 INSCRIÇÕES
19:00 Abertura – Coordenação de Cursos.
19:20h – O MAPA DA GEODIVERSIDADE DO AMAZONAS. - Geol. Dr. José Luiz Marmos. CPRM

19:30h – A EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO NO AMAZONAS. - Geól. Dr. Norcirio Queiroz. PETROBRÁS.

20:00 – INTERVALO
20:30 - Debates em Plenária
21:00 – 21:45 – Encerramento

Realização

Professores e Acadêmicos de Geografia e Tecnologia em Petróleo e Gás.

Coordenação do Curso
Prof. Msc. Mauro Jeusy Vieira Bechman

Evento: Seminário Solidário Dia Nacional do Petróleo

Data: 29.09.2009

Hora: 19:00h ás 22:00h.

CH: 04 horas complementares.

Local: Unidade V – Rua Frei Lourenço 33 Centro. Manaus - Amazonas

Inscrições: Local do Evento até o Dia do mesmo.


Investimento: 01 pcte de Fraldas Geriátricas descartáveis.

Entidades Beneficiadas: Abrigo Moacyr Alves e Fundação São Vicente de Paula.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Procurando livros de Geologia????

Hoje garimpando na blogosfera encontrei um blog muito bom, ou melhor, bonissimo.
É o Geodownload.blogspot com onde é possivel encontrar mais de 200 livros relacionados às Geociências.





Novo curso de Geologia

Graduação inédita em Santa Catarina
UFSC VAI TER GEOLOGIA NO ANO QUE VEM

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) terá uma novidade para 2010. A instituição vai criar um curso inédito no Estado. A graduação em Geologia será mais uma opção para os candidatos no vestibular de dezembro. As aulas terão início em março do próximo ano. Serão oferecidas 30 vagas, com entrada anual.

As catástrofes provocadas pelas chuvas em novembro de 2008 evidenciaram a importância do geólogo para o Estado.

– Ficou claro que faltavam esses profissionais aqui. Depois do desastre, os geólogos da universidade trabalharam integralmente junto com a Defesa Civil. Isso foi até o início desse ano – explica o geólogo Luiz Fernando Scheibe, que faz parte da comissão para implementação do curso na universidade.

Santa Catarina era o único Estado do Sul do país sem uma faculdade de Geologia. Scheibe observa que, no país, são apenas 23 cursos, contra mais de 1,5 mil engenharias.

– Isso se deve à complexidade da faculdade, que requer laboratórios e trabalho em campo. É um curso caro, e as universidades, principalmente particulares, não têm interesse em tê-lo como opção – avalia.

Uma comitiva representada pela UFSC esteve, em agosto, no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), da Petrobras, na Ilha do Fundão, Rio de Janeiro, para fazer a apresentação do projeto do novo curso.

Foi mostrado o Plano Político Pedagógico, combinando os aspectos tradicionais dos cursos de Geologia, que terá características voltadas à realidade atual e de Santa Catarina.

De acordo com Scheibe, a ideia foi muito bem recebida pela empresa, que com o novo desafio de exploração do pré-sal, também está de olho na formação de geólogos:

– A Petrobras vai trabalhar cada vez mais com elementos da geologia – assegura.

Profissionais apoiam a iniciativa da UFSC

O professor da UFSC, Edison Tomazzoli, que também participou da comissão de implantação, informou que o curso fará parte do Departamento de Geociências, responsável pelas graduações de Geografia e Oceanografia.

Ele esclareceu que o curso terá cinco anos de duração e que, no início, vai contar com a participação dos geólogos que já dão aulas em outros cursos da universidade.

O geólogo Rodrigo Del Olmo Sato, presidente da Associação Profissional dos Geólogos de Santa Catarina, acompanhou a discussão que antecedeu a criação do curso na UFSC e comemorou a sua aprovação.

– É perfeito um curso aqui em Santa Catarina. A geologia está em plena expansão como ciência e fonte de renda. O geólogo está bem cotado no mercado. Uma pessoa recém-formada sai ganhando cerca de R$ 4 mil. Um profissional experiente chega ganhar entre R$ 10 e R$ 15 mil – avalia o profissional.

Sato relata que, quando começou a trabalhar no Conselho Regional de Arquitetura, Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (Crea-SC), onde é diretor, percebeu a carência de geólogos no mercado catarinense.

– Até acho que demorou demais para termos esse curso aqui. Santa Catarina é tradicional na mineração e sabemos que a atividade só pode ser liberada depois da aprovação do geólogo – reforça.

Sato explica também que existem mais de 2 mil empresas de mineração, e que não há mais de 150 geólogos no Estado atuando nelas.

O profissional ressalta que, quem quiser seguir esta profissão, precisa estar ciente de que vai encarar bastante conteúdo teórico, matemática, química e física.

– Quando eu escolhi, imaginei que seria um pouco de Indiana Jones, que seria só trabalho em campo, mas percebi que estava enganado.

Mas Del Olmo garante que o curso da UFSC pretende ter uma grade curricular mais diferenciada, trazendo o que cada faculdade do país tem de melhor:

– Ele seria mais dinâmico, mais focado na prática e menos na teoria.

JÚLIA ANTUNES LORENÇO

Mais sobre o curso
As disciplinas
Entre as disciplinas profissionalizantes, estão a mineralogia, a cristalografia, a petrologia, a tectônica, a geoquímica, a geofísica, a paleontologia e a hidrogeologia
A graduação dura cinco anos e, para se formar, os alunos fazem um de mapeamento geológico

O mercado
Extremamente aquecido. Recentes descobertas da Petrobras, que transformaram o Brasil em um dos principais produtores de petróleo do mundo, movimentam o mercado de trabalho na área
A previsão é de manutenção da demanda pelos profissionais nos próximos 15 anos. No Estado, a geologia ambiental, a hidrologia e a mineração são bons mercados
A Petrobras e o Serviço Geológico do Brasil são as empresas públicas que mais empregam geólogos no país. A geologia médica é uma nova área de atuação para estes profissionais. Estuda a contaminação do ambiente por metais pesados e sua influência na saúde

Onde estudar
UFRGS
Unisinos (RS)
UFPR
UFSC (a partir de 2010)
Há outros 20 cursos no Brasil

O governo federal abriu cinco novas graduações em Geologia: Marabá (PA), Alegre (ES), Barreiras (BA), Boa Vista (RO) e Aracaju (SE). Garante financiamento com juros de 3% ao ano (metade do normal) para o curso na Unisinos (RS), único privado da América Latina

O que o geólogo faz?
> Tem atuação profissional marcante na sociedade moderna devido à crescente demanda por recursos naturais (água, recursos minerais, petróleo e gás entre outros) e a necessidade de conservar o equilíbrio da Terra

> Tem papel estratégico na prevenção de acidentes naturais, atua nos estudos de potencialidade de uso e ocupação do meio físico (áreas agrícolas e urbanas) e na remediação de contaminações tanto do solo como da água subterrânea

> A profissão do geólogo inclui, ainda, as atividades ligadas à investigação científica, que permitem obter informações sobre a evolução da Terra, sua composição, estrutura e origem
Fonte: Universidade de São Paulo


O geólogo Rodrigo Del Olmo Sato exibe os martelos, símbolos da profissão. Ele comemora a curso novo e ressalta que o mercado está em expansão

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Amazonês - Termos e expressões usadas no Estado do Amazonas

Ola colegas,

Hoje resolvi postar algo diferente, este blog tem como objetivo principal a discussão de temas relacionados à Geologia, porem vez ou outra fico tentado a apresentar outros textos.

Sou um apaixonado pela Amazônia e sempre que possivel faço a divulgação de algo interessante sobre nossa região.

Estas noticias geralmente estao relacionadas a meio ambiente, folclore, geologia etc.

Porem, lembrei-me de uma aula essa semana, e de uma aluna em particular...cujo namorado nao renovou a matricula esse periodo e a deixou sozinha cursando a faculdade....tadinha, ta num acesume só.

Arre égua, voces devem estar pensando, que troço é acesume????

Então aí vai a sugestão de leitura:

Amazonês - Termos e expressões usadas no Amazonas

O AUTOR

Sérgio Augusto Freire de Souza é amazonense de Manaus, professor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Mestre em Letras pela própria UFAM e Doutor em Lingüística pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).




Algumas expressoes amazonenses que eu gosto que só!!!

ACESUME s. m. – Enxerimento, atiramento. “Quando chega homem aqui, essas meninas ficam num acesume só”.

BIQUEIRA s. f. – Próximo, perto de. “De tanta besteira que fez, ela tá na biqueira de ser demitida”.

BODADO s. m. – 1 Com muito sono, cansado. “Cara, vou dormir. Tô bodado!” 2 Bêbado. “Leva ele pra casa que ele bebeu todas e tá muito bodado”. 3 Chateado. “Nem vai falar com ele porque ele tá bodado desde ontem”.

CAQUEADO s. m. – Um jeito especial de fazer alguma coisa, know-how. “Pô! O cara é cheio de caqueado para trocar o pneu”.
 
 
E essa até onde sei foi criada pelo meu grande amigo "Zeka Gatão"
 
FACULTÁRIO adj. – Quem faz faculdade. “Ele trabalha de dia e de noite ele é facultário”.
 
____________
Nota do autor:
ô terra boa, de linguajar pai´dégua. quantas saudades de comer um piracuí de bodó olhando os murerus descendo o rio......

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Qual o caminho que você irá seguir?

Ola pessoal,
Recebi essa mensagem enviada por e-mail pela Professora Neodete Korbes do Uninorte.

Espero que sua leitura desperte a energia necessária para quebrar as amarras do comodismo e impulsione a caminhada.

Abraços,



Qual o caminho que você irá seguir?

Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes.

Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo.

Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo.

O sucesso é construído à noite!
Durante o dia você faz o que todos fazem.

Mas, para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial.
Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados.

Não se compare à maioria, pois, infelizmente ela não é modelo de sucesso.
Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas.

Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão.
Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

A realização de um sonho depende de dedicação, há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está, em verdade a ilusão é combustível dos perdedores

pois...

Quem quer fazer alguma coisa, encontra um MEIO.
Quem não quer fazer nada, encontra uma DESCULPA
(Roberto Shinyashiki)

domingo, 13 de setembro de 2009

Dia da Amazônia: segredos da floresta incluem fósseis e geoglifos

MANAUS - Com uma riqueza natural sem proporção, a Amazônia preserva uma história de milhões de anos. Ainda assim, detalhes sobre quem viveu nessa área, o que comiam e o que faziam os ancestrais do atual povo amazônico até chegarmos aos dias atuais não são fatos totalmente conhecidos. Neste sábado, 5 de setembro, está sendo comemorado o dia da Amazônia, a maior floresta do mundo, que abrange os estados Acre, Amapá, Pará, Roraima, Rondônia, Amazonas, Tocantins, Maranhão e parte do Mato Grosso. Parte dela se estende em terras da Venezuela, Guianas, Suriname, Bolívia, Colômbia, Peru e Equador. No total, a área da floresta corresponde a dois quintos da América do Sul.
O Amazonas, maior estado do país em termos territoriais, ainda guarda segredos nunca antes estudados. Em Eirunepé, no sul do estado, por exemplo, fósseis de animais gigantes, que viveram há milhares de anos na região, viraram enfeites exóticos em casas de ribeirinhos e de comunitários. Possivelmente, a falta de pesquisas e de orientações sobre o que essas peças representam, deixaram muitos desses objetos sem a devida importância histórica.
Entre os megafósseis encontrados no Amazonas, estão os do Toxodon - um gigante herbívoro, similar ao atual hipopótamo-, e os do crocodilo Purussaurus - que segundo cientistas, podia chegar a 18 metros de comprimento. A responsável pelo laboratório de Paleontologia da Universidade Federal do Amazonas, Rosemery Silveira, explicou que é considerado fóssil todo e qualquer vestígio de ser vivo preservado em rocha, ou seja, petrificado, e com idade superior a 11 mil anos.
- Ainda falta entender melhor como esses grupos de vertebrados evoluíram na América do Sul e por isso as pesquisas no campo da paleontologia são fundamentais - destacou.
Leia a entrevista completa em:

Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás - PDPETRO

Após longo e tenebroso inverno estamos de volta ao Blog.
Aproveitamos para divulgar um importante evento na área de Petroleo e Gas.
Prof. Elias Santos Junior
------------------------------
APRESENTAÇÃO


É com satisfação que a Associação Brasileira de Pesquisa e Desenvolvimento em Petróleo e Gás - ABPG apresenta a 5ª edição do Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás - PDPETRO.

Esse evento é uma das atividades da Associação e tem como objetivo reunir pesquisadores, estudantes e profissionais da indústria de petróleo, gás e biocombustíveis para discutir os avanços científicos e tecnológicos da área.

A cada dois anos a ABPG firma parceria com uma Universidade para promoção do congresso. A primeira edição do PDPETRO foi realizada em 2001, em Natal com a UFRN. A partir deste Congresso foram realizados mais três congressos, o 2º em parceria com a UFRJ, o 3º em parceria com a UNIFACS e o 4º em parceria com a UNICAMP, todos com qualidade garantida pela comunidade acadêmica e o apoio da ABPG e das Instituições promotoras e patrocinadoras.

Esse ano a Instituição parceira é a Universidade Federal do Ceará que está preparando o evento cuidadosamente para que tenhamos um bom nível de trabalhos apresentados associados à recepção sempre amigável do povo cearense.

O congresso está constituído de palestras, mesas redondas, mini-cursos, apresentações orais e em pôster e, contará com um evento especial comemorativo aos 10 anos dos Programas de Recursos Humanos da ANP (PRH) e do CTPETRO.

O 5º PDPETRO será realizado em Fortaleza, no período de 18 a 22 de outubro.
Participem!!!!
Site do evento: http://www.portalabpg.org.br/5pdpetro/index.html

domingo, 28 de junho de 2009

Seminário Diretrizes para E&P na Amazônia

A ANP realizou nos dias 02 e 03 de abril de 2009, no Rio de Janeiro, o seminário Diretrizes para a exploração, produção e transporte de óleo e gás na Amazônia – desafios ambientais e soluções.
A programação incluiu a apresentação de estudos de caso, nacionais e internacionais, relativos à atividade de E&P em florestas tropicais (BP Brasil, ExxonMobil, Petrobras e Shell Brasil), assim como palestras proferidas por representantes do Ministério do Meio Ambiente (MMA); Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); Instituto do Meio Ambiente do Acre (Imac); Secretaria de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (SDS); e Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará (Sema).

Mais informações em:
http://www.anp.gov.br/meio_ambiente/Seminario_Diretrizes_para_E_e_P_na_Amazonia.asp

sexta-feira, 26 de junho de 2009

COMEÇA A FESTA NA FLORESTA - FESTIVAL DE PARINTINS

Bate Forte O Tambor

Ola colegas, hoje 26/06 começa o Festival Folclórico de Parintins, onde acontece o confronto entre os Bois Caprichoso e Garantido.

A festa acontece em uma ilha no curso médio do Rio Amazonas, localizada no municipio de Parintins, a Ilha Tupinambarana, a ilha do folclore.

O acesso só é realizado através de avião ou em barcos regionais, os voos saem principalmente da cidade de Manaus e duram em media 30 minutos, já de barco a duração da viagem é de 16 horas em média até a ilha partindo de Manaus.


Barco Regional à caminho da festa

A orla da cidade a partir da quinta feira começa a ser tomada por barcos, os quais trazem os brincantes dos bois dos mais diversos pontos da Amazônia, esses barcos servem de hoteis flutuantes, e na madrugada de segunda feira, antes de raiar o dia todos partem de volta aos seus locais de origem e a cidade que foi tomada por milhares de turistas por 3 dias amanhece novamente pacata, como se nada tivesse acontecido ali.

Orla da cidade de Parintins quinta feira. Foto: Simone Tavares. 23/06/2009


Orla da cidade na sexta feira, primeiro dia do festival

Festival cheio de peculiaridades, nesses 3 proximos dias 26, 27 e 28), quem torce pro Caprichoso só veste azul e nem pronuncia o nome da outra agremiação que só é tratada como "o contrário", o torcedor do Garantido só veste vermelho e branco e trata o "contrário" com o mesmo despeito.

O bumbódromo (arena) onde acontece as apresentações, é dividido no meio em vermelho e azul, quem usa azul nao passa pro lado vermelho e vice-versa, e coitado daquele que tenta quebrar essa regra, é expulso na hora, porem, enquanto um boi se apresenta a outra galera (torcida) fica quieta assistindo, sob pena de perder pontos na disputa.



Esse post é dedicado especialmente para o amigo geólogo Geocrusoé, que tanto divulga as belezas de sua ilha perdida no Atlantico.

E eu que esse ano nao vou à festa, vou ficar torcendo de longe para que tudo dê certo na Ilha dos Bois, e vamos la meu Touro Negro do Brasil, vamos em busca do Tri-campeonato.

O festival mais uma vez será transmitido pela rede bandeirantes de televisão.
http://band.com.br/parintins/videos.asp



Quer saber mais?
Visite:
Sitio do Boi Caprichoso - O Touro Negro do Brasil
http://www.boicaprichoso.com



Sitio do Boi Garantido - O Boi do Povão
http://www.canalgarantido.com


História da Festa

http://www.boibumba.com/index_pt.htm



Video do Ritual Oração da Montanha (Boi Caprichoso, ano de 1999)


video

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Rio Negro chega a 29,69 m

Câmara Municipal de Manacapuru
Outra vista da Câmara Municipal de Manacapuru

Marcação do nivel da água no Porto de Manaus


Residência em Manacapuru



Enfim, depois de muitos anos o Rio Negro, que banha a cidade de Manaus e várias outras cidades do Estado do Amazonas, atingiu a marca historica de 29,69.

Destaca-se que a cidade de Manacapuru, situada à margem esquerda do Rio Solimões tambem teve o recorde batido.
____________

Jorge Eduardo Dantas – AmazonasPress – http://www.acritica.com.br/ 25/06/2009

O nível do rio Negro atingiu, ontem, a marca de 29,69 metros, a mesma registrada no ano de 1953, quando ocorreu a maior enchente dos últimos 107 anos em Manaus. Com isso, pode-se dizer que a cheia vivenciada na capital amazonense em 2009 é a maior deste período, quando teve início a contagem do nível das águas.

De acordo com a Defesa Civil do município, 11 bairros estão alagados, a maioria na Zona Sul - como Betânia, Glória e São Raimundo - e mais de 18 mil famílias foram prejudicadas. Importantes pontos turísticos de Manaus estão alagados, como o Relógio Municipal, a praia da Ponta Negra e a feira da Manaus Moderna. Na terça-feira, 23, a avenida Eduardo Ribeiro, uma das principais da capital, teve seu trecho inferior interditada para circulação de carros por conta da subida do nível das águas. De terça para quarta, o Negro subiu dois centímetros.

Segundo o superintendente do órgão, Marco Antônio Oliveira, o rio Solimões continua a “represar” as águas do Negro, impedindo que ele escoe normalmente. Por isso, as águas do Negro estão tão altas. “Enquanto esta situação perdurar, o rio Negro vai continuar subindo e trazendo prejuízos”, disse.

O especialista afirmou que apesar da tendência de subida, a cheia encontra-se em sua fase final, e as águas do Negro devem se estabilizar e começar a descer nos próximos dias.

Hoje, uma equipe de três técnicos do CPRM realiza novas medições no Tupé para atualizar os dados da velocidade de escoamento das águas do rio. Além disso, o grupo também viaja por cidades próximas de Manaus, como Manacapuru, para obter informações sobre comportamento das águas dos rios nas estações de medição mais próximas.

Marco Antônio disse que o nível das águas continuará alto por todo o mês de julho, o que constitui risco para as populações que moram às margens de rios e igarapés e problemas para a Defesa Civil. Segundo o especialista, a tendência é de que o Negro reduza o nível das águas para menos de 29 metros, a chamada “cota de emergência”, apenas depois do dia 20 de julho.

___________________________

Momento registrado em fotos

O alto nível das águas do rio Negro fez com que a régua situada no Porto Privatizado de Manaus potencializasse seu apelo turístico, atraindo a atenção de várias pessoas para aquele local.

Nos últimos dias, centenas de turistas, transeuntes e famílias tem comparecido às proximidades da régua para tirar fotos e fazer vídeos. Ontem pela manhã, o operador de equipamentos Luís Henrique Quintino, 45, levou o filho mais novo para ver de perto o fenômeno da cheia do rio.

“Estamos presenciando um momento histórico. Sabe Deus quando uma enchente deste porte vai ocorrer de novo, não é?” O operador e o adolescente se impressionaram com a altura do rio. “Costumamos vir aqui com frequência, então meu filho sabe como fica esta paisagem. É impossível não se impressionar vendo as coisas que a natureza ainda é capaz de fazer”, afirmou.

O militante social Antônio Queiroz, 40, foi abordado pela reportagem quando fazia vídeos em seu celular. “Vou enviar imagens para alguns amigos e familiares”, explicou, afirmando que seus destinatários estão em São Paulo, Roraima e Venezuela. Ele contou que sente “a mão de Deus” quando vê o tamanho que o rio Negro tomou.